Publicado em Toronto

Museu McMichael

Este slideshow necessita de JavaScript.

Recomendo:

O Museu McMichael, é um lindo passeio para um final de semana. Um pouco fora da cidade, cerca de 40 minutos do centro de Toronto, fica localizado em um parque muito bem cuidado. Estive lá no verão , no outono e no inverno e é igualmente bonito apesar de agora o parque estar em obras, provavelmente se preparando para a primavera.

Esse Museu é famoso porque abriga a maior coleção do “Group of Seven”. Esse grupo fez a primeira exposição em 1920, 90 anos atrás e a grande fonte de inspiração desses artistas que queriam formar um movimento canadense de arte, foi a bela paisagem do Canadá, Quebec e os Lagos de Ontário.

Era preciso criar uma identidade para o pais e algo que os diferenciasse da pintura européia. O grande mentor desse grupo foi Tom Thompson que na verdade morreu antes da primeira exposição do Grupo. Os Sete, na verdade eram nove ou mais com os diversos adeptos.

Na primeira exposição participaram:

  • Franklin Carmichael
  • Lawren S. Harris
  • Alexander Young Jackson
  • Arthur Lismer
  • J.E.H, MacDonald
  • Frederick Horsman Varley
  • Alfred Joseph Casson
  • Lionel LeMoine Fitzgerald
  • Edwuin Holgate

Vale a pena conhecê-los porque fazem parte da história do Canadá.

Mas o Museu também oferece exposições temporárias e neste momento há 2 para ver bem interessantes. Uma é sobre Marilyn Monroe. Passados 50 anos de sua morte se tornou um ícone tão popular como Mickey Mouse ou o Pato Donald. Vários artistas da Pop Art como Andy Warhol a retrataram e continuam a fazê-lo. Foi fotografada por grandes nomes como Bresson, famoso jornalista que fixou momentos de Marilyn longe dos holofotes, mostrando seu lado menos exuberante e mais real, incluindo suas solidões. Sua imagem pública se tornou a musa de vários artistas, um símbolo de sexualidade.

A outra exposição é igualmente interessante e agradável de se ver porque mexe com muitas memórias que nos seguiram ao longo dos anos.

O famoso pintor americano Norman Rockwell tem suas pinturas expostas lado a lado com o fotógrafo Kevin Rivol que procurou captar as mesmas cenas do cotidiano pintadas por Norman e fotografá-las na atualidade, mostrando que a cultura e os hábitos americanos não mudaram tanto com o passar dos anos. Muito interessante o conjunto e, em particular,a série do pintor que retrata “ The four freedoms”nos Estados Unidos, estão também fotografadas por Kevin:a liberdade de escolha, pensamento, religião e do medo. Esta ultima não está exposta.

A grande curiosidade da exposição é que nos trabalhos de Norman Rockwell , muito conhecidos e populares, nos acostumamos a reconhecer a realidade americana em inúmeras propagandas, calendários ou reproduções.

Autor:

Visual artist and cultural activist

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s